domingo, 30 de agosto de 2015

Cerca elétrica de vizinho mata criança de 10 anos em Natal


Uma criança de 10 anos de idade morreu na tarde deste domingo (30) após sofrer uma descarga elétrica de uma cerca clandestina na zona Norte de Natal.

Segundo a família ao site 190rn, Ana Clarissa dos Santos brincava durante a tarde quando bateu na cerca e sofreu o choque. Familiares ainda socorreram a criança para o Hospital, mas ela nao resistiu e morreu. “Minha filha querida, meu Deus”, disse a mãe.

Na delegacia a família da vítima disse que a cerca é irregular e não tem avisos sobre a energia. O vizinho, dono da residência, está sendo aguardado na Delegacia para ser ouvido pelo delegado.

CGU se instalou em Ceará-Mirim para fiscalizar obras


Técnicos da Controladoria Geral da União (CGU) se instalaram no município de Ceará-Mirim, do prefeito Antônio Peixoto. Eles foram verificar a utilização do dinheiro federal, por exemplo, na obra de saneamento que custou R$ 16 milhões e postos de saúde que já deveriam estar funcionando.

Programa do Leite


Com o novo decreto, o Programa do Leite Potiguar (PLP) terá gestão compartilhada entre Sethas e Emater. A primeira será responsável pelo recadastramento, cadastramento e monitoramento dos beneficiados com esse importante Programa do Governo do Estado, com foco sobretudo em pessoas em extrema carência. Já a Emater será responsável pelos recursos e pagamentos dos produtores. Uma outra determinação do governador, a partir desse Decreto, é que o PLP passe a ter pelo menos 50% dos seus produtores de leite e laticínios originados da agricultura familiar. Decisão que permitirá que se passe de 197 para cerca de 2 mil produtores de leite que receberão os recursos.
Vários secretários de Estado prestigiaram o evento tais como Kalina Leite, da Sesed; Mairton França, da Semarh; Haroldo Abuana, da Sape; George Câmara, Secretaria de Esporte e Lazer; César Oliveira, da Emater; Marcelo Toscano, Caern; os diretores do Detran e Ceasa, respectivamente, Júlio César Câmara e Teodorico Neto e o diretor da Companhia Estadual de Habitação (Cehab), Sueldo Florêncio de Medeiros Costa, além de lideranças políticas como o deputado Fernando Mineiro e vereadores como Fernando Lucena e Eleika Bezerra.

Governo Dilma Rousseff desiste da criação da CPMF

A presidente Dilma Rousseff desistiu neste sábado (29) de propor a criação de um imposto sobre transações financeiras nos moldes da antiga CPMF, três dias depois de o governo apresentar a ideia como essencial para cobrir um rombo de R$ 80 bilhões no orçamento do próximo ano.
Assessores presidenciais disseram à Folha que a proposta era considerada boa, mas o governo não soube negociá-la com antecedência para garantir sua aprovação pelo Congresso ainda neste ano.
Foi determinante para o recuo da presidente a reunião que ela teve na noite de sexta-feira (28) com governadores do Nordeste. No encontro, ela sentiu que o clima era muito adverso para recriar o imposto do cheque e poderia agravar a atual crise política.

Câmara quer punir quem fala mal de político na Internet


A Câmara prepara um projeto de lei para acelerar a identificação e a punição de pessoas que criam páginas ofensivas e difamatórias contra parlamentares na internet. O texto também vai responsabilizar criminalmente os provedores, portais e redes sociais que hospedam esses sites. A proposta, que tem o apoio do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), está em fase final de elaboração e deve ser apresentada em setembro pelo procurador parlamentar, deputado Cláudio Cajado (DEM-BA).
O procurador adiantou ao Congresso em Foco que vai propor uma mudança no Marco Civil da Internet para facilitar a retirada das postagens ofensivas contra políticos em geral. Pela proposta, sites, provedores e portais serão corresponsáveis pelas publicações. Por exemplo: se um usuário criar um perfil falso (o chamado fake) no Facebook que ironize ou atinja a honra de um deputado, tanto o responsável pela página quanto o próprio Facebook serão acionados criminalmente e estarão sujeitos a processos penais e cíveis.
O objetivo, explica Cajado, é obrigar os grandes provedores e empresas de internet a analisarem, de modo célere, as denúncias de ofensa contra parlamentares. Nesse caso, o conteúdo classificado como ofensivo terá de ser retirado do ar imediatamente, sob pena de abertura de processo por crime de injúria e difamação.

Campanha alerta população sobre prevenção do câncer de intestino


A Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) lança no próximo mês a campanha Setembro Verde, de alerta à população sobre a necessidade de prevenção do câncer colorretal. As ações da campanha, feita em parceria com a Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino, vão ocorrer em quatro capitais brasileiras.
O presidente da SBCP, Ronaldo Salles, lembrou que o câncer de intestino afeta tanto homens quanto mulheres. “Cresce muito a importância do câncer de intestino em relação aos outros, porque câncer de próstata dá apenas em homens, e o de mama acomete mais mulheres. Em homens, é muito raro.”
Salles destacou que o câncer de intestino pode ser prevenido. “O precursor do câncer é o pólipo benigno, que pode ser retirado durante uma colonoscopia [exame que permite analisar o revestimento interno do intestino]”. Segundo ele, o procedimento pode evitar a transformação do pólipo em um tumor.

Populares gritam “pega ladrão” e “corrupto” contra ministro da Justiça


O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi hostilizado neste domingo na Avenida Paulista, em São Paulo, quando caminhava pela calçada oposta à ocupada por manifestantes em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, reunidos em torno do boneco do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ‘Lula inflado’, em frente aos escritórios do Tribunal de Contas da União.
Segundo Veja, o ministro ouviu gritos de “pega ladrão”, “corrupto”, “fora petista, bolivariano”, mas não pareceu se abalar: seguiu pela calçada do Conjunto Nacional, deixou-se entrevistar pelo líder do Revoltados On Line, Marcelo Reis, e entrou em uma livraria da região – que em seguida fechou as portas. Do lado de fora, ainda se ouviu alguém gritando: “Segurem suas carteiras, tem um ladrão na livraria.” Ao jornal O Estado de S. Paulo, Cardozo afirmou que manifestações são legítimas, mas não “xingamento e intolerância”. Neste ano, os ex-ministros petistas Guido Mantega, da Fazenda, e Alexandre Padilha, da Saúde, também passaram por saias-justas em locais públicos.

“Jovem Guarda”: o programa que a Record levou ao ar por acaso e revolucionou a música brasileira


Era 1965, e as transmissões de futebol nas tardes de domingo pela antiga TV Record esvaziavam os estádios de futebol. Por esse motivo, o canal, que ainda não era a grande rede que é hoje, foi proibido de transmitir as partidas, deixando assim um enorme buraco na grade.

Inspirados na frase  “O futuro pertence à jovem guarda porque a velha está ultrapassada”, três jovens cantores, até então pouco conhecidos do grande público, apresentariam o programa “Jovem Guarda”, que em poucas semanas já arrastava centenas de brasileiros para o Teatro Record.

Com suas roupas coloridas e cabelos grandes, a geração comandada por Vanderléia, Roberto e Erasmo Carlos não mudou apenas o jeito de se fazer música no Brasil, mas também o comportamento da juventude, que até então passava a ser mais rebelde.

No ano em que o programa que virou movimento musical completa 50 anos, apresentaremos algumas características dessa época tão importante para a cultura brasileira.

Preconceito

Não tem jeito. Para revolucionar se tem que sofrer um pouco. Em entrevista para a Globo, Erasmo Carlos conta que o Brasil da época era bem careta, os rapazes com o cabelo arrumadinho… “Se um homem usasse vermelho era chamado de bicha”. Imagine aquele festival de roupas coloridas e cordões que eram esbanjados por cantores como Roberto Carlos, por exemplo? O cabelo grande e liso era o que mais despertava o ódio dos opositores.




“Hey, mãe, eu tenho uma guitarra elétrica…”

Esse foi um dos principais motivos para caírem em cima do movimento. A guitarra elétrica era inaceitável por parte de quem já fazia música em um país onde o violão era o instrumento principal. Até passeata contra o uso da guitarra elétrica foi feita em São Paulo.

Concorrência entre movimentos

No Brasil, a Jovem Guarda enfrentou um grande concorrente musical. Outro movimento, que era chamado de Bossa Nova. A disputa entre gêneros era tão acirrada que cada movimento tinha seu próprio programa, e quem participava de um não se via indo no programa concorrente. Um mais eletrônico, o outro mais acústico e tendo como base o violão. Totalmente opostos.

Concorrência interna

Se você acha que a concorrência era apenas externa, está muito enganado. O próprio Roberto Carlos e Erasmo ficaram brigados por um bom tempo, mesmo apresentando o programa juntos. Outra rixa do atual rei da música brasileira era com o cantor e atual apresentador Ronnie Von, que tinha a cara do movimento mas nunca participou do programa.


“Viva a liberdade”

Rebeldia era o lema da Jovem Guarda. Nas músicas do movimento, se poderia até ser terrível, ou até mesmo se apaixonar pela namoradinha do amigo, como cantou brilhantemente Roberto Carlos. Carrões importados eram marca registrada. Foi a época em que a juventude pôde se renovar, se libertar. Queria-se mudar o mundo com a música, com diversão, literalmente.

“Quero que tudo vá pro inferno!”

Você observou direito a época em que a Jovem Guarda existiu? Pois é, pleno Regime Militar. Mesmo não se tratando de um movimento político, a Jovem Guarda foi bastante injustiçada na época, era tachada de música de alienados. O fato é que não se pode cobrar engajamento político de um movimento musical não-político, isso, a MPB na época fazia até de sobra.

Influência rock n’roll americana

“Spish splash fez o beijo que eu dei nela dentro do cinema…” Quem nunca ouviu esse verso tão famoso? Não se surpreenda se eu contar que foi apenas uma regravação, dentre tantos outros sucessos da Jovem Guarda. Inspirados nos Beattles, os artistas trouxeram o verdadeiro rock para nosso país. Depois de um tempo com regravações, Erasmo e Roberto perceberam que o país precisava de suas próprias composições, e o fizeram, com muito sucesso em uma parceria que durou anos.

The end…
Em 1968, com a saída do principal astro, Roberto, da atração, a Record decidiu não produzir mais o programa. Erasmo e Vanderléia continuaram com o bom e velho rock n’ roll, enquanto Roberto migrou para a música romântica. Outros, como Sérgio Reis, partiram para a música sertaneja.


The end?

Não! A Jovem Guarda continua viva e bastante presente na música brasileira. Além das antigas gravações, que são conhecidas por quem ainda não era nascido, grandes bandas brasileiras regravaram sucessos da época, com enorme destaque.

Grandes exemplos são a clássica Era um Garoto…, trazida ao Brasil pelo grupo Os Incríveis e regravada pelos Engenheiros do Hawaii, É preciso Saber Viver, de Roberto Carlos, regravada pelos Titãs ou até Devolva-me, de Leno e Lilian, regravada por Adriana Calcanhoto. E são só alguns exemplos.

Passam-se décadas, anos, mas a jovem guarda está e sempre estará presente na veia musical em nosso país.


Confira chamada da primeira praga do Egito em “Os Dez Mandamentos”


Enfim está chegando um dos momentos mais aguardados da novela “Os Dez Mandamentos”. A primeira praga do Egito será apresentada ao público nesta segunda-feira (31), como foi anunciado após o capítulo desta sexta.

Nas próximas cenas, como você poderá assistir no vídeo abaixo, Deus ordena a Moisés e Arão que cheguem ao rio Nilo antes do rei, Ramsés, onde eles receberão uma ordem.

Lá que acontecerá a primeira praga, onde as águas do Egito se transformarão em sangue, deixando todos no local surpresos.

No fim do vídeo, ainda se pode perceber um breve anúncio de um CD com a trilha sonora da novela.


Lula diz que CPMF nunca deveria ter sido extinta

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu neste sábado (29) a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) para financiar a saúde e disse que o tributo, extinto em 2007, nunca deveria ter acabado. Lula falou a uma plateia lotada durante um debate no Seminário Internacional Participação Cidadã, Gestão Democrática e as Cidades no Seculo 21, promovido pela prefeitura de São Bernardo do Campo.
Lula defendeu o governo Dilma Rousseff e disse que vai aparecer mais para que a oposição deixe a presidenta em paz. O ex-presidente afirmou que tem evitado dar palpites e entrevistas porque ex-presidentes devem ficar calados e aprender a viver com o título. “Ontem fazia cinco anos que eu não dava uma entrevista, mas resolvi começar a falar mais, viajar, dar entrevista. Vou ver se dão um pouco de sossego para a Dilma e começam a se incomodar comigo outra vez. Eu aprendi uma coisa: você só consegue matar um pássaro se ele ficar parado no galho olhando para você. Se ele ficar voando de galho em galho, é mais difícil. Então eu vou voar”, afirmou o ex-presidente.
O ex-presidente do Uruguai José Pepe Mujica, que também participou do seminário, ressaltou que não há democracia sem partidos políticos, que são a vontade coletiva de grupos que têm o sonho de construir coisas melhores. “Não há homens imprescindíveis, há causas imprescindíveis. Por maior que seja o homem, nunca será tão grande se Não tiver um grupo de pessoas por trás lhe dando força. Os partidos lutam pelo amanhã, pela utopia”, afirmou Mujica.
Mujica, que exerce atualmente mandato de senador, disse que é preciso lutar por partidos republicanos e que os dirigentes aprendam a viver como a maioria da população, e não como a minoria. “Não se pode separar a economia da ética, da filosofia, porque o homem tem que sonhar, imaginar e caminhar fazendo o melhor e o que lhe dá conteúdo nesta vida, como indivíduo e sociedade. Não podemos mudar o mundo, mas podemos mudar um pouco de nós”, afirmou Mujica. Segundo o senador, se a mudança começar, sobretudo os que estão nos partidos vão entender que não devem visar ao próprio enriquecimento.

Criança de 11 anos mata outra de oito com tiro ao brincar com espingarda


Uma criança de oito anos, identificada como Felipe Gomes da Silva, morreu na tarde deste sábado (29), após ser atingida por um tiro de espingarda calibre 12, enquanto brincava com o irmão de criação dentro de uma residência, na rua São Francisco, na praia de Muriú, no município de Ceará-mirim.

De acordo com o Capitão Harisson, comandante do policiamento da cidade, o irmão da vítima, de 11 anos de idade, usou a arma do pai para brincar com Felipe, mas em um dado momento a espingarda disparou. “Nós enviamos um equipe nossa, a viatura 1135 para verificar a ocorrência e fomos informados que o tiro foi acidental. A guarnição aguarda a chegada do ITEP para a remoção do corpo do garoto e em seguida conduzirá o dono da arma para a delegacia onde será realizado os procedimentos legais”, disse.

Os familiares estão todos abalados com a tragédia e informaram aos policiais que essa foi a primeira vez que eles brincaram com a arma do pai. A mãe do garoto também será ouvida pelo delegado de plantão da zona Norte, assim como a criança que segurava a arma no momento do acidente.

Governador Robinson e secretária Julianne Faria apresentam novo Programa do Leite Potiguar


O governador Robinson Faria, a secretária de Assistência Social, Julianne Faria, EMATER e outros órgãos da administração, lançaram neste sábado (29) o projeto Vila Cidadã e o novo Programa do Leite Potiguar. O evento está sendo realizado em frente ao Centro Social de Mãe Luiza, na Rua João XXIII.
A estrutura do Vila Cidadã é composta de estandes que oferecerão diversos serviços como cadastramento no Sistema Nacional de Emprego (Sine), intermediação de mão de obra, cadastramento para o Minha Casa, Minha Vida, atendimento médico e jurídico, entre outros.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

TRT-RN: Conciliar é dar voz às partes e se colocar no lugar do outro


O objetivo de toda conciliação é encontrar o equilíbrio entre os direitos e a possibilidade de receber. Para chegar lá, entretanto, ensina a desembargadora Regina Maria Vasconcelos Dubugras, especialista na mediação de conflitos, "é preciso ouvir e dar voz às partes, que são os donos do direito material e a principal razão da Justiça existir".

Regina Dubugras, que é uma das responsáveis pelos núcleos de conciliação do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (São Paulo), ao lado da também desembargadora Maria Isabel Cuevas. As duas ministraram um curso de mediação para conciliadores da Justiça do Trabalho, em Natal.

O curso foi promovido pela Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) e se encerrou nesta sexta-feira (28), reunindo magistrados e servidores das Varas da capital e do interior.

Maria Isabel Cuevas discutiu, por meio de casos reais, a política pública de tratamento de conflitos e a necessidade de mudança de postura do Poder Judiciário.

Para ela, o papel da escuta na conciliação é essencial. "O conciliador deve se colocar no lugar do outro, permitindo que as partes se coloquem e possam até chegar a um acordo".

Já a desembargadora Regina Dubugras analisou a prática da conciliação na Justiça do Trabalho e destacou o papel dos advogados na solução dos litígios. "Eles são aliados e precisam perceber que a conciliação vai ser boa para eles também".

Dubugras também alertou os magistrados e servidores a não "prejulgarem o que as partes dizem durante a audiência de conciliação. O trabalho do conciliador deve ser o de um facilitador de uma comunicação eficiente, que precisa partir do real. Não da expectativa ou do ideal".

As duas desembargadoras também alertaram os juízes e servidores sobre um aspecto importante na conciliação: a confidencialidade.

"Tudo o que se discute durante uma audiência de conciliação é confidencial. Está previsto no Código de Processo Civil e não poderá ser usado por nenhuma das partes fora do ambiente de conciliação", concluiu a desembargadora Regina Dubugras.

TRT-RN inicia atividades do Programa Trabalho, Justiça e Cidadania


Alunos das escolas estaduais Professora Maria Araújo, de Parnamirim, e do Centro Estadual de Educação Profissional Senador Jesse Pinto Freire (Cenep), de Natal, visitaram o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), nesta sexta-feira (28).

Durante a visita os estudantes foram recebidos pelas coordenadoras do Programa Justiça, Trabalho e Cidadania (PTJC) na Justiça do Trabalho da 21ª Região, juízas Simone Jalil e Rachel Vilar, e assistiram a uma palestra sobre o funcionamento do TRT-RN.

“Queremos que os alunos repassem o conhecimento que aprendem adiante para que todos tenham a oportunidade de conhecer mais sobre a Justiça do Trabalho”, explicou a juíza Rachel.

Para a professora Fátima Coelho, coordenadora do Cenep, a visita tem grande importância na vida dos alunos “Aqui eles podem tirar dúvidas e conhecer seus direitos e deveres trabalhistas. É uma ótimo oportunidade”, considera.

Já a diretora da escola estadual Professora Maria Júlia de Araújo, Rossana Tertuliano destacou a importância do PTJC e as informações prestadas pelas juízas e por uma cartilha educativa que é distribuída com os alunos.

“A cartilha que nós recebemos é muito esclarecedora e é uma parte importante desse programa”, reconhece a educadora.

As visitas do TJC continuam nos próximos dias 4 e 11 de setembro com as escolas estaduais Professor Antônio, Berilo Wanderley, Ana Júlia e Francisco Ivo.

O Programa Justiça, Trabalho e Cidadania é promovido nacionalmente pela Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (ANAMATRA) e, no Rio Grande do Norte, ele é realizado desde 2006, em parceria com o TRT-RN, Secretaria Estadual da Educação, OAB, MPT-RN e Associação Norteriograndense dos Advogados Trabalhistas (ANATRA).

“Os Dez Mandamentos” garante liderança isolada e Globo fica em terceiro lugar em Goiânia


A TV Anhanguera, afiliada da Globo em Goiás, entrou em maus lençóis ao ter que concorrer com duas novelas de peso da concorrência. O “Jornal Nacional” perde constantemente para os folhetins inéditos do SBT e da Record.

No dia (13/08) a Globo ficou em terceiro lugar no horário em que era exibida “Os Dez Mandamentos”, na Record, e dobradinha “Chiquititas” + “Cúmplices de Um Resgate”, no SBT.

A trama bíblica marcou 20,7 de média com picos de 23,3 pontos, garantindo a liderança isolada. No mesmo horário o SBT ficou na vice-liderança com 19 pontos, e a Globo teve que se contentar com o terceiro lugar com 17,1 pontos de média.

Goiás é considerada uma das piores praças da Globo por ficar disputando acirradamente com SBT e Record.