segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Resultado final da enquete do Blog do Xereta


Você acredita que o governador Robinson Faria vai melhorar a segurança pública?

1º Não: 58%
2º Sim: 42%

A enquete obteve 102 votos

Rádio Patrulha prende homem após espancar esposa em Extremoz


Os Policiais Militates da viatura RP 1142, do pelotão de Extremos, prenderam na noite de ontem, domingo (25), Cleison Freirr de Lima.

Segundo a Polícia, ele foi preso após ter espancado sua esposa e atentado contra a vida da dela usado uma espingarda de “soca”.

Ao receberen a informação do ocorrido, os policias se deslocaram até a comunidade Irã na tentativa de prender o Cleison, que ao avistar a viarura, empreendeu fuga em um carro tipo FIAT UNO.

Após uma intença perseguição, ele foi detido e conduzido para a Delegacia de Plãntão na Zona Norte de Natal, onde foi autuado por violência doméstica e porte ilegal de arma de fogo.

Com vigias rendidos no banheiro, criminosos arrombam caixa eletrônico em Macaíba


Durante o final da noite deste domingo (25) na área industrial de Macaíba, foi registrado mais um arrombamento a caixas eletrônicos.

A Polícia Militar informou que aproximadamente oito homens fortemente armados e encapuzados entraram por trás da empresa da Simas, renderam os dois vigilantes e arrombaram quatro caixas. Sendo dois da Caixa econômico e dois do Bradesco.

Ainda de acordo com a PM, no momento da fuga os meliantes fugiram no veiculo de um dos funcionários e trancaram os vigilantes dentro de uma sala da empresa.

Diligencias já estão sendo realizadas na tentativa de encontrar o mais breve possível os criminosos. A População pode ajudar com informações ligando para o disque denuncia através do 181.

O desastroso recomeço de Dilma, a presidente consternada


Era 0h31 do último domingo (15h31 de sábado em Brasília) em Jacarta quando o brasileiro Marco Archer foi executado com um tiro no peito. Criado em uma família de classe média alta, ele se tornou um traficante profissional e rodou o mundo até ser preso no país asiático com 13 quilos de cocaína, em 2004. Archer dizia se arrepender apenas de ter sido flagrado por um agente de segurança indonésio. O governo brasileiro tentou evitar a execução até a última hora por meio de cartas, ameaças de rompimento diplomático e um telefonema feito pela presidente Dilma Rousseff ao colega indonésio Joko Widodo na véspera da execução. Nada adiantou.
Um dia antes da morte de Archer, o policial militar Manoel Messias dos Santos havia sido assassinado friamente por traficantes em Penedo (AL) enquanto caminhava pela rua. Poucas horas depois de Marco Archer ter sido executado, a garota Larissa de Carvalho, de 4 anos, perdeu a vida após ser atingida por um tiro quando saía de um restaurante com a mãe, em Bangu (RJ). No dia seguinte, outra criança morreu em circunstâncias semelhantes: Asafe Willian Costa Ibrahim, de 9 anos, vítima de uma bala perdida enquanto brincava na piscina de um clube em Honório Gurgel, na capital fluminense – ele morreu três dias depois.
Na segunda-feira, o surfista profissional Ricardo dos Santos foi baleado em frente à casa de sua família, em Palhoça (SC), após uma discussão corriqueira com um policial fora de serviço. Morreu no dia seguinte. Se a média de 2013 tiver sido mantida, outras 153 pessoas foram assassinadas no Brasil no mesmo dia. Uma a cada dez minutos. Desde que o traficante foi executado na Indonésia, mais de mil vidas foram tiradas prematuramente no país presidido por Dilma. A chefe da nação não se pronunciou sobre nenhuma delas. Tampouco o fizeram seus ministros.
Embora o pedido de clemência em favor do traficante esteja alinhado à tradição da diplomacia brasileira, as expressões usadas por Dilma, que se disse “consternada” e “indignada” com a sentença de morte, fogem do padrão. Ela não afirmou “consternada” ou “indignada” por causa dos bilhões de reais da Petrobras desviados para abastecer partidos que apoiam seu governo, inclusive o PT. Nem demonstra preocupação ao financiar regimes em que o fuzilamento é política oficial – o caso de Cuba, que construiu o Porto de Mariel com recursos brasileiros, é o mais evidente. Dilma, que pediu “diálogo” com os decapitadores do Estado Islâmico, tampouco se pronunciou quando morreram Manoel, Larissa, Asafe e Ricardo. Para um país que registrou 56.153 assassinatos em 2013, é difícil compreender.
O dicionário Aurélio define a expressão “consternado” com o sentido de “prostrado, desalentado, de ânimo abatido”. É uma boa expressão para definir o comportamento de Dilma Rousseff até aqui. A presidente consternada não deu uma entrevista sequer em 2015. Fora o discurso de posse, em 1º de janeiro, Dilma nem mesmo falou em público. A presidente encastelada deixa ainda mais explícita a falta de rumo do governo: janeiro nem mesmo se encerrou e as limitações e contradições de Dilma se tornaram evidentes.
Nas últimas promessas irreais de campanha deram espaço a decisões opostas, especialmente na economia: nomeação de um liberal para o Ministério da Fazenda, alta na conta de luz, aumento no preço da gasolina, elevação de impostos, redução em benefícios trabalhistas, subida na taxa de juros, corte profundo no Orçamento. Toda a cartilha econômica que ela atribuiu aos adversário Aécio Neves e Marina Silva foi cumprida imediatamente.
O silêncio de Dilma também não foi interrompido no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. A presidente, que se especializou em passar sermões nos países desenvolvidos sempre que discursou diante de líderes globais, agora tem pouco o que apresentar ao planeta. Preferiu comparecer à posse do presidente Evo Morales em seu terceiro mandato à frente do governo boliviano, o que também é emblemático sobre as prioridades do governo.
Parte das escolhas que Dilma fez no início do segundo mandato eram necessárias para a economia, como o corte no Orçamento e a correção no preço dos combustíveis. Mas as medidas consistem exatamente no contrário do que ela afirmou que faria. A guinada veio sem uma explicação ou um pedido de desculpas ou pronunciamento à nação.
A ex-ministra de Minas e Energia de Lula, que desfruta da fama de especialista no setor elétrico, também deve se preocupar com a situação energética do país: o apagão da última segunda-feira devolveu às manchetes a situação de risco na geração de energia. Mesmo com o crescimento pequeno da economia nos últimos anos, a rede está perto do limite e o governo precisou importar energia da Argentina.
Nas escolhas políticas que fez, a presidente conseguiu desagradar a aliados e oposicionistas. Nomeou ministros criticados até mesmo pelo PT, escolheu leigos para áreas-chave e não se constrangeu de apontar figuras envolvidas em casos de corrupção, como George Hilton (Esporte) e Eliseu Padilha (Aviação Civil)
No horizonte próximo, há poucas esperanças para Dilma. A restrição orçamentária e as consequências da operação Lava Jato sobre as empreiteiras devem prejudicar o início de novos empreendimentos e programas durante o ano. Ao mesmo tempo, a sombra do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a acompanha cada vez mais de perto. As críticas feitas pela ex-ministra Marta Suplicy, que atacou frontalmente o governo Dilma em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, são um recado claro do ex-presidente, que pretende voltar nas eleições de 2018 – e já notou que precisa desatrelar sua imagem da de Dilma para evitar danos à sua popularidade. A divisão entre dilmistas e lulistas é outra fonte de problemas para o governo.
As investigações sobre os desvios da Petrobras devem se aproximar do Palácio do Planalto após a confissão, vinda da empreiteira Engevix, de que os recursos desviados serviam para a compra de apoio político no Congresso. Mais uma razão para Dilma ter medo nos próximos 1.437 dias até o fim do mandato.

'Era brincadeira', diz loira que postou fotos com escopetas em redes sociais


A Polícia Militar do Rio Grande do Norte conseguiu localizar e deter a loira que postou fotos em redes sociais ostentando escopetas e revólveres. Ela foi encontrada na noite deste sábado (24) após denúncia anônima no distrito de Pau-Brasil, em São José de Mipibu, município da Grande Natal. Como não foi flagrada com armas, ela foi solta após prestar depoimento na delegacia de plantão da Zona Sul de Natal.

"Recebemos a denúncia e fomos averiguar a veracidade. Nós localizamos a mulher e fizemos uma revista na casa onde ela estava, mas não encontramos nada de ilegal. Conduzimos a mulher até a delegacia de plantão, onde ela prestou depoimento e foi solta em seguida", relatou o tenente Isaac Leão.
De acordo com o oficial, durante o depoimento, a mulher admitiu ser ela nas fotos. "Ela falou que tudo não passou de uma brincadeira de mau gosto. Disse que as fotos foram tiradas na casa de um amigo na Zona Norte de Natal após um dia de bebedeira. Após tirar as fotos, ela as repassou por redes sociais a amigos e acabou 'viralizando'", contou Leão.
O policial disse que mesmo a mulher negando envolvimento com crimes, ela continua sendo investigada. "A Polícia Civil vai continuar investigando se essa mulher cometeu crimes. Por isso é importante se alguma vítima dela a reconhecer ir procurar a polícia e denunciá-la", completou. De acordo com o tenente Leão, a loira é suspeita de cometer assaltos na Zona Norte de Natal.

Armas

Na sexta-feira (23), um homem de 53 anos foi preso e uma adolescente de 16 anos apreendida suspeitos de posse ilegal de arma de fogo. Na residência em que moram, em São José de Mipibu, policiais militares encontraram três escopetas e um revólver.
As armas longas, de acordo com o tenente Isaac Leão, são as mesmas que aparecem em fotografias que vêm circulando nas redes sociais. Nas imagens, repassadas ao G1 pelo oficial, é possível ver uma jovem ostentando duas escopetas semelhantes às que foram encontradas. Em outra fotografia, a moça ainda empunha um revólver.
"As escopetas são as mesmas. Uma delas, dá pra ver bem, é de fabricação caseira e tem cano duplo", observou o tenente. "Encontramos as armas dentro de uma residência na comunidade de Bairro Novo. Chegamos até elas depois de uma denúncia anônima enviada para o número (84) 9468-6860, que é da Polícia Militar em São José de Mipibu", acrescentou.
"O dono da casa disse que tinha conhecimento das armas escondidas na casa dele, mas negou saber de quem são. Insistimos, mas ele limitou-se a dizer que somente guardou as armas, mas que não sabe a quem pertencem", afirmou o oficial.

'O vento me dá dinheiro', diz dono de fazenda com torres de energia eólica


"Tenho 52 anos, todos eles lidando com a terra. Hoje, por incrível que pareça, quem me dá dinheiro é o vento". O agricultor Francisco Ferreira ajuda a entender o sopro de mudança que a energia eólica representou para os proprietários das terras localizadas na região do Mato Grande, no Rio Grande do Norte. Lá estão instalados grandes cata-ventos que geram parte da energia consumida em todo o Brasil.

De cinco anos para cá, o Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energias Renováveis (Cerne), organização sediada no Rio Grande do Norte, estima que o estado recebeu entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões em investimentos no setor eólico.
Cada aerogerador instalado nas terras, dependendo da capacidade de produção, pode gerar até R$ 1.000. O valor corresponde a um percentual da receita de cada máquina. Os contratos preveem pagamentos fixos por mais de 20 anos e são renováveis. Essas "fazendas solares" chegam a ganhar R$ 60 mil por mês. Muitos aplicam os rendimentos na agricultura.

De acordo com os últimos dados do Cerne, são 67 parques de energia eólica em operação produzindo energia comercialmente, além dos empreendimentos em construção e contratados em leilões, o que mantém o estado como líder nacional em projetos para geração de energia a partir dos ventos.

O potencial potiguar e os investimentos no setor têm reflexo direto para os donos das terras por onde passam os ventos mais fortes e constantes do estado. A realidade mudou na mesma proporção do rendimento das propriedades, antes pouco produtivas. Em alguns casos, a instalação dos aerogeradores salvou fazendas da venda.


A reforma foi um dos frutos do dinheiro proveniente dos 25 aerogeradores instalados em suas terras. Dos equipamentos na propriedade, 20 estão gerando energia e cinco estão em construção. Os cata-ventos garantem R$ 20 mil de renda.

Nego Veio saiu de plantações de tomate, beterraba e pimentão para receber a equipe do G1. "Antes só tinha castanha. Agora planto tomate, pimentão, mamão, beterraba. A chegada da eólica melhorou a minha vida. Tanto que eu posso ajudar outras pessoas. Tenho até funcionários hoje", ressalta.

O parâmetro usado por ele para mostrar a melhora é simples. "Quando começou essa história de eólica, nosso povoado tinha cinco carros por aí. Hoje, tem mais de 30 carros", calcula.
Além do percentual de faturamento dos aerogeradores, Nego Veio diz que ganhou indenizações pelas linhas de transmissão de energia que passam por seus mil hectares de terra. "Gasto tudo em funcionário e dentro da propriedade. Comprei uma casinha e um carrinho [uma picape] também. O resto, os genros 'comem'", brinca o pai de duas filhas.

A alguns quilômetros das terras de Nego Veio está a propriedade de Luzivan Venâncio da Costa, de 51 anos, que possui uma propriedade de 440 hectares.
Por ter 19 aerogeradores instalados nas terras, ele recebe R$ 19 mil mensais. "Há 20 anos, cada hectare valia uns R$ 100. Agora não vendo por menos de R$ 10 mil", afirma.

O dinheiro gerado pelos cata-ventos gigantes é reinvestido na propriedade e no estudo dos dois filhos. "São investimentos que servirão para o futuro. Realmente nem sonhava com esse tipo de coisa", conta.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Tentativa de assalto acaba com Assaltante e cliente baleado no Panatis




Um cliente de uma famácia reagiu a um assalto  na av. paulistana no bairro panatís, no momento da ação uma pessoa não identificada que passava pelo local acabou atirando contra os assaltantes, baleando um dos assaltantes.

Uma equipe da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicleta (ROCAM),  que estava nas próximidades, chegou primeiro ao local e conseguiu e prender  os assaltantes e precisaram conduzir um dos jovens baleados para o Hospital Santa Catarina.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Juíza extingue ação contra Micarla de Souza


A Tribuna do Norte destaca que a ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual contra a ex-prefeita Micarla de Souza por conta da locação ao município do prédio onde funcionou o antigo Novotel, na Ladeira do Sol, para abrigar as secretarias municipais de Saúde e de Educação, foi julgada improcedente na primeira instância.
Aldair Dantas.
A juíza da 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal, Flávia Sousa Dantas Pinto, disse entender, na sentença proferida em 3 de dezembro de 2014, mas só publicada em 14 de janeiro deste ano, que embora houvesse indícios nos autos de que algumas avaliações prévias foram forjadas, “que a adequação dos valores contratuais praticados aos preços de mercados supre eventual irregularidade”, pois afastam a acusação de lesão contra o erário público.

PM apreende armas ostentadas por loira em fotos nas redes sociais


Um homem de 53 anos foi preso e uma adolescente de 16 anos apreendida na noite desta sexta-feira (23) suspeitos de posse ilegal de arma de fogo. Na residência em que moram, em São José de Mipibu, na Grande Natal, policiais militares encontraram três escopetas e um revólver.
As armas longas, de acordo com o tenente Isaac Leão, são as mesmas que aparecem em fotografias que vêm circulando nas redes sociais. Nas imagens, repassadas ao G1 pelo oficial, é possível ver uma jovem ostentando duas escopetas semelhantes às que foram encontradas. Em outra fotografia, a moça ainda empunha um revólver.
“As escopetas são as mesmas. Uma delas, dá pra ver bem, é de fabricação caseira e tem cano duplo”, observou o tenente. “Encontramos as armas dentro de uma residência na comunidade de Bairro Novo. Chegamos até elas depois de uma denúncia anônima enviada para o número (84) 9468-6860, que é da Polícia Militar em São José de Mipibu”, acrescentou.
“O dono da casa disse que tinha conhecimento das armas escondidas na casa dele, mas negou saber de quem são. Insistimos, mas ele limitou-se a dizer que somente guardou as armas, mas que não sabe a quem pertencem”, afirmou o oficial.

Morte de menina mostra perigo de usar celular ligado à tomada


A morte de uma menina de 11 anos após sofrer uma parada cardiorrespiratória, na última segunda-feira (19), no Distrito Federal, em decorrência de choque elétrico enquanto utilizava o celular com o aparelho ligado à tomada chamou atenção para os risco da prática. A garota, que não teve o nome divulgado, foi atendida no Hospital Regional de Ceilândia por três pediatras, um cirurgião e uma clínica médica, segundo a Secretaria de Saúde. Ela foi submetida a reanimação cardiopulmonar durante uma hora e dez minutos, mas não sobreviveu.
A família informou aos médicos que a menina levou um choque enquanto jogava em um aparelho celular ligado à tomada. Segundo a capitã Juliana Leal, do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, a situação se agravou porque houve sobrecarga de energia. “O chão estava molhado e eles botaram um ventilador e um celular na mesma tomada e a menina tomou um choque fatal”, disse.
Segundo a engenheira elétrica Marylene Roma, professora do Instituto Federal de Brasília, o risco de usar o celular ligado à tomada aumenta quando a instalação elétrica da casa está deteriorada. “Usar uma extensão, que a gente coloca quatro, cinco equipamentos, é muito perigoso, pois sobrecarrega a tomada. Às vezes, colocamos até dez vezes mais carga que o suportado por uma tomada”, disse.

Algumas perguntas sobre o governo Robson em Ceara-Mirim


- Como será a relação do governador Robson com o prefeito Antonio Peixoto?
- O governador cumprirá suas promessas de campanha para Ceara-Mirim
- E os cargos do Estado em Ceara-Mirim ficarão todos nas mãos do ex-vereador Julio Cesar?
- O comerciante Jose Saly será aliado de quem: Julio Cesar ou Peixoto em 2016?
- Qual será o reconhecimento do governador a vereadora Lila, já que foi a unica vereadora de Ceara-Mirim a apoiar sua candidatura?

Dilma teme que Cunha coloque impeachment para votação


A coluna Radar, da revista Veja, revelou que Dilma Rousseff, Aloizio Mercadante, Pepe Vargas e Ricardo Berzoini se reuniram na semana passada no Palácio do Planalto para tratar de um dos temas que mais afligem o governo: a eleição para a presidência da Câmara.
De acordo com relatos feitos a outros petistas, muito mais do que qualquer diferença ideológica ou antipatia pessoal, o que pesa mesmo no núcleo duro do governo contra Eduardo Cunha e a favor de Arlindo Chinaglia é o receio de que o peemedebista possa pôr em votação – ou liderar – um processo de impeachment contra Dilma. Cunha já mandou recados de que não agirá assim. Mas o Planalto não acredita.

Inscrições para concurso de Cruzeta começam ontem (23)


A prefeitura de Cruzeta começou a receber ontem (23), as inscrições para o Concurso Público que prevê a contratação de 25 profissionais, assim como o cadastramento dos demais classificados. Há oportunidades para os cargos de Assistente Administrativo (1), Agente Fiscal de Tributos (1), Auxiliar de Serviços Diversos (1), Agente de Trânsito (1), Artífice (1), Agente Comunitário de Saúde (1), Educador Físico (1), Fisioterapeuta (1), Médico Clínico Geral (1), Médico – ESF (1), Motorista (5), Odontólogo (1), Operador de Máquinas Pesadas (1), Psicólogo (2), Professores de Língua Portuguesa (1), Matemática (2), Ciências (1), Polivalente (1) e Técnico de Enfermagem (1).
A remuneração varia entre R$ 788,00 e R$ 5.209,31, considerando a função exercida e jornada desempenhada, que pode ser de 30h ou 40 horas semanais. Podem concorrer, quem possuir formação de níveis fundamental, médio, técnico e superior. Os pedidos de participação serão recebidos até 11 de fevereiro de 2015, pelo site da organizadora, www.funvapi.com.br, com o recolhimento das taxas nos valores de R$ 40,00; R$ 60,00 ou R$ 80,00.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Ex-prefeito de Lagoa de Velhos é condenado em ação do MPF

Washington “Dão” deixou de prestar contas e retirou documentos da Prefeitura irregularmente

Uma ação do Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) resultou na condenação do ex-prefeito de Lagoa de Velhos, Washington Ítalo da Silva, conhecido como “Dão”, por improbidade administrativa. O gestor não prestou contas de recursos destinados a programas educacionais, nos anos de 2006 e 2008. Ele também foi considerado responsável pela supressão de documentos referentes a esses programas.

A sentença, da qual Washington Ítalo ainda pode recorrer, inclui a perda da função pública que eventualmente exerça; suspensão dos direitos políticos por cinco anos (após o trânsito em julgado da ação); multa equivalente a três vezes o valor da remuneração do prefeito à época dos fatos; e proibição de contratar com o poder público por três anos.

As verbas das quais o ex-prefeito não prestou contas se referem a R$ 74 mil (valores da época) em recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) destinados aos programas nacionais de Alimentação Escolar (PNAE) em 2006 e 2008; Transporte Escolar (Pnate), 2008; e de Educação de Jovens e Adultos (Peja), 2006.

A ação civil pública do MPF, cujo autor é o procurador da República Kleber Martins, ressaltou que a obrigação de prestação de contas é prevista em lei, mas ainda assim o FNDE alertou o então gestor através de ofícios quanto à necessidade de cumprir essa exigência, ou então devolver os recursos recebidos. Washington Ítalo, porém, não adotou nenhuma das providências.

“Em verdade, todo o gestor sabe perfeitamente, antes mesmo de receber qualquer recurso federal, que é dever seu prestar contas ao órgão concedente no prazo estabelecido; não é necessário que tal órgão alerte-o posteriormente ao uso do dinheiro para a existência desse dever”, esclarece o MPF na ação.

O juiz federal Janilson Bezerra destacou na sentença que “as provas dos autos demonstram cabalmente que o demandado agiu dolosamente (...)”. O magistrado reforçou o entendimento do MPF de que, “ao suprimir a documentação referente à administração municipal, o demandado agiu com grave desonestidade funcional, infringindo os princípios da honestidade e lealdade às instituições, além de causar, como bem ponderado pelo MPF, uma verdadeira desorganização administrativa e financeira no município”.

O processo tramita na Justiça Federal sob o número 0003814-10.2013.4.05.8400.

TRT-RN: Reunião com OAB discute melhorias na prestação jurisdicional


Com o objetivo de melhorar o relacionamento institucional e a prestação jurisdicional, uma comissão da OAB/RN, liderada pelo presidente Sérgio Freire, foi recebida na manhã desta sexta-feira (23) pela presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região, desembargadora Joseane Dantas.

Na reunião foi apresentada uma pauta com várias reivindicações que, segundo o presidente da OAB, criam dificuldades operacionais para os advogados que atuam na Justiça do Trabalho. O juiz auxiliar da presidência do TRT, Cácio Oliveira Manoel, também participou do encontro.

Durante mais de uma hora, toda a pauta foi discutida e muitas propostas foram apresentadas conjuntamente. Os assuntos mais relevantes foram: a deficiência no atendimento do Banco do Brasil aos advogados e jurisdicionados, depois que o posto que funcionava dentro do tribunal foi extinto; problemas com o Processo Judicial Eletrônico (PJe); a dificuldade e demora na realização de alguma perícias; a necessidade de se combater a captação irregular de clientes dentro do TRT feita por alguns advogados ou representantes deles; a necessidade de disponibilizar a internet na sala dos advogados nas varas do trabalho do interior; a retenção de honorários dos advogados; a necessidade da Justiça do Trabalho observar a regra na antecipação de impostos, vez que agora a categoria foi enquadrada no Supersimples; a suspensão na virtualização das execuções; a falta de servidor em algumas varas do trabalho, a fim de melhorar o atendimento; e a falta de certificação digital de alguns servidores, o que dificulta a informação processual.

No final do encontro, o presidente da OAB/RN disse que saía muito satisfeito com a receptividade que todos os advogados tiveram por parte da desembargadora Joseane Dantas, que se mostrou sensível aos problemas elencados pela categoria. “A minha avaliação é muito positiva. Fomos muito bem recebidos pela presidente”, finalizou Sérgio Freire.

Por sua vez, a desembargadora Joseane Dantas agradeceu a visita e disse que esse diálogo é importante porque serve para a construção da melhoria da prestação jurisdicional. Ela ficou de analisar mais detalhadamente toda a pauta apresentada pela OAB para, na medida do possível, atender às reivindicações.