OFERTAS

sábado, 12 de novembro de 2016

2º colocado na eleição de São Paulo do Potengi entra com Ação de investigação Eleitoral contra prefeito reeleito

O Cartório Eleitoral de São Paulo do Potengi recebeu no fim da tarde de ontem (11/11) uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral – AIJE, protocolada pelo engenheiro Eugênio Pacelli, candidato a prefeito pelo PDT no pleito de 2016, que perdeu a eleição para o atual prefeito, Naldinho do PSD, por apenas 28 votos num universo de quase 14 mil eleitores.

Na Ação, acompanhada de robustas provas documentais, ele acusa o adversário Naldinho de abuso de poder político e captação ilícita de votos.

Como provas do uso da conduta ilícita do prefeito que disputou a reeleição, com uso da máquina pública para desequilibrar a disputa, foram juntadas dezenas de nomeações publicadas no Diário Oficial Eletrônico, além de conversas de whatsapp, mensagens, fotografias e postagens em redes sociais.

Para Pacelli, não há dúvidas que o prefeito Naldinho praticou, de forma explícita e sem pudores, à luz clara do dia, a vedação expressa na Lei 9504/97, a captação ilícita de sufrágio, que constitui em doar, oferecer, prometer, ou entregar, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública. “Por isso deve ser aplicada a pena de cassação do registro ou diploma”, pontuou.

Nenhum comentário: