OFERTAS

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

“Cuspida” de Jean Wyllys poderá resultar em suspensão


O deputado Ricardo Izar (PP-SP) defendeu na terça-feira, 13, no Conselho de Ética da Câmara a suspensão por 120 dias do exercício do mandato do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) por ele ter cuspido em Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Izar é relator do processo por quebra de decoro parlamentar encaminhado pela Corregedoria da Casa. Em seu relatório apresentado nesta tarde, Izar diz que o Parlamento não admite esse tipo de infração e que, ao invés de seis meses de suspensão, como recomendado pela Corregedoria, sugeria quatro meses. No parecer, Izar diz que é inegável a “natureza injuriosa” do ato e que a cusparada “macula a honra objetiva” da Câmara

Nenhum comentário: