OFERTAS

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Marcelo Rezende reclama de salário da Record e fala sobre ser contratado pelo SBT


Marcelo Rezende, jornalista que comanda o “Cidade Alerta”, uma das atrações que alcança excelentes índices da Record, falou sobre  atual momento da política brasileira, fez duras críticas ao STF (Superior Tribunal Federal) e desmentiu boatos de que deixaria sua atual emissora para ir para o SBT, em entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pam.

Apesar de reclamar do valor que recebe pela emissora de Edir Macedo, o apresentador preza pela liberdade no trabalho, descartando a possibilidade de ir para outro canal, em referência a emissora de Silvio Santos, que constantemente aparece em boatos de possível contratação.

“Tirando o salário que é ruim, eu desfruto de uma liberdade e falo o que eu quero. Se eu resolver dar uma cambalhota está tudo certo, se eu quiser falar de política, eu do meu jeito e isso tem um preço que as pessoas não se dão conta: a saúde mental”, desabafa.

Além disso, Marcelo rebateu as críticas que seu programa recebe por ser considerado sensacionalista. “A gente tem um trabalho social impressionante. São cerca de dois ou três por semana que a gente ajuda a solucionar. É algo incrível”, bradou.

Rezende  também comentou sobre política, e defendeu seu ponto de vista em relação ao juiz paranaense Sérgio Moro, por ter feito uma condução coercitiva com Lula em março, sem nenhuma necessidade, em sua visão. “Quando você acusa insistentemente uma pessoa de algo, você tem que dar o direito dessa pessoa ser julgada. Fizeram uma ‘mise em scène’ em cima dele, mas tem que provar”, comentou.


Nenhum comentário: