OFERTAS

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

TRT-RN forma Conciliadores em Conflitos Judiciais


A Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte iniciou, nesta terça-feira (10), uma capacitação de magistrados e servidores para a mediação e conciliação de conflitos judiciais.
O objetivo do curso é capacitar magistrados e servidores para atuar nos processos de conciliação e junto ao Centro Judicial de Solução de Conflito e Cidadania de Natal (CEJUSC).

A presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte, desembargadora Auxiliadora Rodrigues, participou da abertura de curso e reconheceu que, “como um órgão de conciliação, a Justiça do Trabalho precisa implementar uma política de formação de pessoal e transformação deles em agentes de conciliação”.

Diante da dificuldade das partes, empresários e empregadora de se comunicar, é preciso que haja “um alinhamento de discurso entre as partes para que haja a solução do conflito”, observa Auxiliadora.

O curso está sendo ministrado pelas desembargadoras Regina Maria Vasconcelos Dubugras e Maria Isabel Cueva Moraes e pela servidora Maria Cláudia Daidone, do TRT da 2ª Região (SP), pelo juiz do trabalho Cacio Oliveira Manoel e pelo servidor Max Alexandre Campos, do TRT-RN.

Durante essa capacitação, magistrados e servidores conhecerão as técnicas de conciliação e mediação, de liquidação, o perfil do conciliador, as características e as formas de organização das sessões conciliatórias e exercícios práticos, com a análise e a simulação de casos para que os participantes pratiquem os conhecimentos do curso.

CRISE – A desembargadora Regina Dubugras recorda que “a Justiça do Trabalho nasceu da conciliação e em momentos de crise como o que vivemos hoje, a conciliação e a solução de conflitos por meio do diálogo se tornam ainda mais importantes”.

Para ela, “o Estado não pode ignorar os conflitos que envolvem os trabalhadores. O Estado precisa acolher essas demandas e encontrar a melhor solução para encerrar esses conflitos ouvindo as partes e construindo um consenso pela via do diálogo”.

Um dos participantes da formação de conciliadores, o juiz do trabalho do TRT-RN, Guilherme Mayer Amin destaca que, “o curso tem um propósito diferenciado, que vai nos apresentar outras formas de obter soluções amigáveis nos conflitos entre as partes”.


TRT 21ª Região - Seção de Comunicação Socia

Nenhum comentário: