OFERTAS

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

“CNN” pode ser expulsa da Venezuela; presidente do país fala: “Eu quero a CNN fora da Venezuela, fora!”


Mais uma polêmica envolvendo o Governo Venezuelano e uma emissora estrangeira. Dessa vez, o alvo de ataques do país, inclusive do próprio presidente, é a CNN.

A Comissão Nacional de Telecomunicações da Venezuela divulgou nesta quarta-feira (15) um comunicado no qual afirma que o canal “CNN en Español” tem de sair do ar por ter exibido “conteúdos que supostamente constituem ataques diretos que atentam contra a paz e a estabilidade democrática do povo venezuelano, uma vez que geram clima de intolerância”.

Segundo o portal de notícias G1, a Comissão venezuelana não cita diretamente o episódio alvo das críticas em seu comunicado, mas a medida vem, curiosamente, pouco após a exibição de uma reportagem do canal sobre uma suposta venda de vistos e passaportes venezuelanos na embaixada do país no Iraque.

A chanceler Delcy Rodríguez em coletiva de imprensa, anunciou: “Solicitamos às autoridades venezuelanas competentes que tomem atitude a respeito. Esperamos ver a solução”. E continuou: “A emissora de televisão CNN em espanhol iniciou uma operação de guerra psicológica, uma operação de propaganda de guerra, montada absolutamente em falsidades”.

Já Nicolás Maduro, no domingo, durante seu programa semanal, atacou o canal: “Eu quero a CNN bem longe daqui. Eu quero a CNN fora da Venezuela, fora!”.


Nenhum comentário: