OFERTAS

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Diretor do SAAE presta esclarecimentos à Câmara


Atendendo a uma solicitação do Poder Legislativo Municipal, o diretor geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto - SAAE, João Augusto da Cunha Melo, compareceu ao plenário Paulo da Cruz, na sessão ordinária desta quinta-feira (16).
O diretor da autarquia esteve na Câmara de Ceará-Mirim para prestar esclarecimento respondendo ao requerimento de nº 06/2017 proposto pelo vereador Marcílio Junior (PSB), no que se refere ao desligamento das três principais bombas que abastecem o município, no horário compreendido entre às 17h30 e 20h30, que vem ocorrendo diariamente.

Na ocasião o diretor João Augusto que esteve acompanhado do diretor administrativo-financeiro, Domingos Sávio, explicou que a medida foi adotada, por uma questão de economia, primeiro porque a tarifa de energia cobrada pela Cosern no horário em questão é muito alta, e também em razão da estiagem que provocou o baixo nível de água da lagoa de Extremoz, diminuindo sua capacidade em 30%, além da diminuição do lençol freático em torno dela.

Atentos aos reclames e as reivindicações dos cearamirinenses, os vereadores aproveitaram a presença do diretor do SAAE, para questioná-lo sobre várias questões relacionadas ao abastecimento de água do município, como por exemplo: previsão para a retomada da obra de ampliação e reformulação da rede de abastecimento, orçada em 16 milhões de reais, que não foi concluída; que empresa assumirá a obra, se a construtora Coenco ou outra; instalação de hidrômetros; constante interrupção no abastecimento; faturas antecipadas que chegam as residências antes do consumo mensal terminar; instalação de uma ouvidoria; funcionamento do portal da transparência e previsão para o início da obra de saneamento básico dentre outros assuntos igualmente importantes.

Em relação a obra de reformulação, João Augusto respondeu que a obra está executada 50%, mas a Prefeitura encontrou o projeto parado, por causa de adequação, questões com a Caixa Econômica Federal e com a construtora que ganhou a licitação. “Se tivesse sido concluído dentro do cronograma que foi inicialmente proposto, o município não estaria enfrentando problemas com o abastecimento de água”, pontua.  A obra é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Infraestrutura, onde o projeto está sendo analisado e o SAAE está acompanhando de perto o desenrolar das conversas, já existe uma previsão para o seu reinício em março e termino em seis meses, a contar da data que for retomada’, explica.

Para o vereador Marcílio Júnior, a presença do diretor do SAAE foi importante, mas as respostas não foram conclusivas. “Apesar da sua boa vontade em comparecer a Casa do Poder Legislativo, o diretor deixou alguns questionamentos em aberto, em especial no que se refere a solução do abastecimento de bairros e comunidades rurais que sofrem com a má qualidade do serviço, ficamos satisfeitos em parte”, declara.

O presidente da Câmara, vereador Ronaldo Venâncio, disse que ainda é cedo, para cobrar resultados da nova gestão da autarquia, mais no momento oportuno, o Legislativo irá analisar novamente as questões para fazer os encaminhamentos necessários, de forma contribuir com o serviço de abastecimento de água do município.

Texto: Jhancy Richelm
Foto: Iran Júnior 
Assecom CM/CM 

Nenhum comentário: