OFERTAS

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Áudios são frágeis para provocar impeachment de Temer


Os áudios por si só revelados da conversa do presidente Michel Temer (PMDB) com o empresário Joesley Batista, da JBS, não são suficientes para o impeachment. Mostram basicamente que Temer sabia dos crimes cometidos por Batista. Nesse caso, ele é enquadrado no crime de prevaricação. No mais, será necessário o conjunto das provas para incriminá-lo de forma definitiva, como o destino do dinheiro entregue ao seu operador.

Nenhum comentário: