OFERTAS

terça-feira, 30 de maio de 2017

Dia Mundial Sem Tabaco: Fundação do Câncer alerta sobre os riscos do tabagismo para o desenvolvimento sustentável do planeta

Desde a sua criação, uma das principais bandeiras da Fundação do Câncer é o controle do tabagismo, causa de diversas doenças, incluindo o câncer, e responsável por seis milhões de mortes por ano, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Em 31 de maio é comemorado o Dia Mundial Sem Tabaco para mobilizar instituições ao redor do mundo para a causa. Engajada neste movimento, a Fundação promove a campanha online intitulada “Tabaco: Uma ameaça ao desenvolvimento”, criada pela OMS, para mostrar o impacto econômico do tabagismo no crescimento sustentável dos países e os riscos à saúde da população.

“O nosso objetivo é revelar para a população que os malefícios do tabaco vão muito além dos prejuízos que trazem ao fumante. A produção e consumo do tabaco geram impactos negativos para a economia, meio ambiente, saúde e para o futuro de cada país. O intuito é abrir os olhos da sociedade para esta questão”, diz a psicóloga Cristina Perez, da área de Promoção à Saúde da Fundação.

Entre os dias 24 e 31 de maio, a instituição realiza ações em seus diferentes canais nas redes sociais. As peças trazem imagens e frases sobre os efeitos do tabagismo na natureza e na vida das pessoas. Na campanha, também são apresentados dados relevantes sobre o desmatamento global, desigualdade social, poluição, custos para saúde, entre outros.
Pela página da Fundação do Câncer (www.cancer.org.br) também é possível obter dicas para deixar de fumar e prevenção para o câncer.

Sobre a Fundação do Câncer:
A Fundação do Câncer é uma instituição privada e sem fins lucrativos que, há mais de 25 anos, realiza ações estratégicas para a prevenção e o controle do câncer no Brasil. Atua em promoção à saúde, diagnóstico precoce, assistência, cuidados paliativos, educação e pesquisa. A Fundação, em parceria com a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), é responsável pelo desenvolvimento do Programa Nacional de Formação em Radioterapia, contemplado no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon), do Ministério da Saúde.

A instituição também é parceira em diversos projetos de instituições importantes, como o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome) e no projeto de expansão da Rede Brasileira de Bancos Públicos de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (Rede BrasilCord), além da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no Programa de Oncobiologia.

Nenhum comentário: