OFERTAS

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Vereador Carlos Ramalho cobra Hinos Municipal e Nacional nas escolas da rede municipal


ATIVIDADE PARLAMENTAR
VEREADOR CARLOS RAMALHO-PSD COBRA DA PREFEITURA DE CEARÁ-MIRIM O CUMPRIMENTO DA PRÁTICA DO CANTAR DO HINO NACIONAL NO DIA-A-DIA DAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

Criado no governo de Getúlio Vargas, em 1936, o costume de se executar o Hino Nacional Brasileiro nas escolas públicas e privadas tinha como objetivo maior fazer com que os estudantes aprendessem a cantar o Hino, além de servir como demonstração de amor à Pátria.

Dentro dessa contextualização, o vereador Carlos Ramalho-PSD, apresentou requerimento no plenário da Câmara Municipal na tarde desta quinta-feira 04/05, solicitando da Secretaria Municipal de Educação, o cumprimento para inclusão e prática do cantar dos Hinos Municipal e Nacional, no dia-a-dia das escolas municipais como exercício do ensino/aprendizagem do currículo escolar municipal, principalmente no ensino fundamental 1.

Muito se fala, no Brasil, da falta de civismo das crianças e adolescentes, porém, há vários anos, a educação não está mais voltada para esse fim.

Em sua justificativa, o parlamentar lembra, que a obrigatoriedade da execução, de pelo menos uma vez por semana do Hino Nacional nas escolas públicas e privadas, já é prevista em Legislação Federal, pela Lei nº 5.700, de 1º de setembro de 1971, alterada pela Lei nº 12.031, de 21 de setembro de 2009.

A matéria em pauta foi aprovada por unanimidade, ocasião em que, a Mesa Diretora da Casa Legislativa, enviará cópias do Requerimento nº 156/2017 ao prefeito Marconi Barreto, bem como à Secretaria Municipal de Educação.

A aprovação do Requerimento do vereador Carlos Ramalho simboliza um momento cívico de grande relevância, uma vez que, nos dias de hoje, o brasileiro só demonstra interesse pelo Hino Nacional Brasileiro em época de Copa do Mundo de Futebol ou na comemoração da Independência do País, no dia 7 de setembro.

CÂMARA MUNICIPAL DE CEARÁ-MIRIM
ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
JORGE MOREIRA

Nenhum comentário: