OFERTAS

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Ceará-Mirim: Secretária de Educação não comparece a audiência pública


EDUCAÇÃO EM PAUTA
SECRETÁRIA NÃO COMPARECE À AUDIÊNCIA PÚBLICA E POPULAÇÃO COBRA SOLUÇÃO PARA OS PROBLEMAS NA EDUCAÇÃO EM CEARÁ-MIRIM
A Câmara Municipal de Ceará-Mirim, promoveu audiência pública na tarde deste terça-feira 22/08, a partir de proposição coletiva dos parlamentares, para discutir questões à cerca da área da educação do município.

Convidada para o debate, a secretária de educação, Cleoneide Maciel da Silveira não compareceu, frustrando não apenas a Casa Legislativa, mas também o público que compareceu para saber o que a atual gestão municipal pretende fazer para solucionar os problemas porque passa a educação e, consequentemente, salvar o ano letivo 2017.

Aliás, essa parece ser uma prática do governo tucano em Ceará-Mirim.

O então secretário Carlos Eduardo de Macedo, num ato de descortesia ao Poder Legislativo, também não compareceu à uma audiência pública em abril passado, com o mesmo propósito, de discutir assuntos relacionados a educação do município.

Em função disso, e por causa da grave situação porque passa a educação pública municipal, os vereadores aprovaram à unanimidade de votos, requerimento convocando a secretária, para que dentro de um prazo de 15 dias, ela compareça à Casa para prestar esclarecimentos ao povo de Ceará-Mirim e à comunidade escolar sobre os atuais problemas existentes na educação.

A AUDIÊNCIA

Mesmo assim, com a presença de todos os parlamentares e uma galeria tomada por alunos, pais de alunos, professores, educadores, sindicalistas e a população em geral, a audiência foi realizada e considerada de extrema importância para esclarecer sobre as dificuldades da comunidade escolar enfrentadas junto a secretaria de educação que não tem até então, demonstrado interesse em resolver tal situação.

A secretária Cleoneide Silveira além de não comparecer, não enviou representante, causando indignação aos que compareceram à Câmara Municipal para participar do debate.

Os professores e sindicalistas do SINTE/RN Regional de Ceará-Mirim, José Roberto e Ana Célia Siqueira relataram as dificuldades enfrentadas junto aos gestores municipais para resolver às demandas da educação municipal.

Eles ressaltaram que o município faz educação sem consultar ou debater com a comunidade escolar, o que consideram falta de interesse e de respeito à população e à comunidade escolar.

Durante os pronunciamentos dos vereadores, ficou clara a preocupação da Casa com o crescimento das demandas e a falta de um olhar criterioso dos gestores da Secretaria de Educação, bem como da atual administração municipal que não preveem ações efetivas para a falta de infraestrutura na rede municipal de ensino.

Além disso, os parlamentares apresentaram um documento em slides, com fotos e um relatório, diagnosticando todos os problemas detectados nas recolas da rede municipal, frutos de um trabalho de fiscalização dos próprios edis, e que cobra soluções urgentes por parte da gestão municipal.

Educadores, alunos, pais de alunos e a população que se inscreveram para falar durante o debate, todos relataram o descaso da Secretaria de Educação às questões cobradas desde o início do ano letivo, bem como, repudiaram o ato de descortesia da secretária ao não comparecer ao evento, de extrema importância para a educação de Ceará-Mirim.

Além disso, a população, de uma forma contextualizada parabenizou o trabalho dos vereadores, no que se refere ao poder de fiscalizar o Poder Executivo, que muito tem deixado a desejar, principalmente na área da educação nesses oito meses de administração.

Jorge Moreira
Câmara Municipal de Ceará-Mirim
Assessoria de Comunicação Social

Nenhum comentário: