OFERTAS

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Silvio Santos revela gratidão e garante: “Se não fosse ele, eu tava vendendo caneta na Sé”


O apresentador e empresário Silvio Santos voltou a comentar a gratidão que sente pelo último general a presidir o Brasil durante a ditadura militar, em 1981.

João Batista Figueiredo (1918-1999) foi essencial na criação do SBT, antiga TVS, afirma Silvio em todas as oportunidades que tem de falar sobre o assunto.

No último domingo, 27, Silvio brincava com os nomes que já presidiram o Brasil e voltou a falar sobre Figueiredo. “Sou muito grato a ele. Se não fosse ele, eu estava vendendo caneta na praça da Sé”.

A mulher do general-presidente, Dulce Figueiredo (1928-2011), ganhou uma homenagem de Silvio na exposição sobre Silvio Santos no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, em 2016. 

Informações do jornalista Maurício Stycer.

Nenhum comentário: