OFERTAS

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Mais de R$ 1 bilhão referente ao ano-base 2015 ainda não foi sacado

Recurso está disponível no Banco do Brasil e Caixa para trabalhadores com direito ao benefício do PIS/Pasep


Mais de R$ 1 bilhão referente ao Abono Salarial do PIS/Pasep Ano-Base 2015 ainda não foi sacado. O dinheiro pertence a aproximadamente 1,46 milhão de trabalhadores que têm direito ao benefício, mas ainda não foram ao banco para retirá-lo. O prazo final é 28 de dezembro de 2017, e não haverá nova prorrogação.

Metade de todo esse recurso está no Sudeste, principalmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O chefe de divisão do Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan, lembra que esse recurso é dos trabalhadores, e aconselha as pessoas a verificarem se têm direito ao benefício.

“Nós disponibilizamos no site do Ministério do Trabalho a lista com os nomes de todos os trabalhadores com direito ao abono de 2015 e que ainda não sacaram o dinheiro. O trabalhador pode consultar essa lista. Se o nome dele estiver lá, basta dirigir-se ao banco e fazer o saque”, orienta.

A consulta pode ser feita clicando em um banner na parte superior do portal do Ministério do Trabalho (www.trabalho.gov.br ) ou diretamente no link http://trabalho.gov.br/abono-salarial/consulta-abono-salarial. É necessário ter em mãos o número do PIS ou do CPF e informar a data de nascimento. Também é possível descobrir sobre o benefício procurando as agências bancárias. Trabalhadores da iniciativa privada recebem na Caixa. Servidores públicos, no Banco do Brasil.

Para ter direito ao benefício é necessário haver trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2015 com remuneração média de até dois salários mínimos no período trabalhado. Além disso, o trabalhador tinha de estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). O valor que cada trabalhador tem para receber é proporcional à quantidade de meses trabalhados formalmente no ano-base e pode variar de R$ 79 a R$ 937.

Balanço de saques do Abono Salarial ano-base 2015*

REGIÃO / UF
 Participantes
Taxa de
Cobertura
Valor Pago (R$)

Participantes
Não Pagos
Disponível para Saque (R$)
Identificados
Pagos
NORTE
1.385.009
1.301.036
93,94%
926.929.729,55
83.973
59.872.638,28
AC
63.302
61.812
97,65%
44.631.386,80
              1.490
1.075.855,28
AP
57.203
52.538
91,84%
36.863.846,53
              4.665
3.273.246,87
AM
334.020
311.411
93,23%
215.987.971,92
           22.609
15.681.116,14
PA  
565.310
525.456
92,95%
382.909.606,44
           39.854
29.042.354,56
RO
179.672
170.925
95,13%
118.757.546,92
              8.747
6.077.357,10
RR
44.089
42.621
96,67%
29.592.975,08
              1.468
1.019.274,24
TO
141.413
136.273
96,37%
98.186.395,86
              5.140
3.703.434,10
NORDESTE
5.491.459
5.311.912
96,73%
3.868.918.072,80
179.547
130.633.582,32
 AL
322.362
314.036
97,42%
225.600.769,88
              8.326
5.981.327,01
BA
1.413.509
1.366.478
96,67%
992.570.495,10
           47.031
34.161.971,84
CE
991.232
953.382
96,18%
700.686.228,42
           37.850
27.817.783,16
MA
418.420
401.872
96,05%
289.659.154,13
           16.548
11.927.379,07
 PB
415.227
406.488
97,90%
304.738.433,92
         8.739
6.551.507,48
 PE
1.013.325
975.021
96,22%
701.446.339,99
     38.304
27.556.535,30
 PI
284.538
281.802
99,04%
206.030.513,37
     2.736
2.000.338,84
 RN
391.446
379.418
96,93%
277.268.316,12
         12.028
8.789.734,03
SE
241.400
233.415
96,69%
170.917.821,87
      7.985
5.847.005,58
CENTRO-OESTE
1.918.379
1.759.615
91,72%
1.204.854.433,49
158.764
109.126.050,70
DF
411.829
355.032
86,21%
248.331.498,85
      56.797
39.727.360,18
GO
810.834
757.646
93,44%
520.600.970,25
        53.188
36.547.047,57
MT
372.445
344.758
92,57%
230.703.940,35
        27.687
18.527.488,84
MS
323.271
302.179
93,48%
205.218.024,04
       21.092
14.324.154,10
SUDESTE
11.414.376
10.640.532
93,22%
7.395.517.157,88
773.844
536.546.110,13
 ES
531.396
505.218
95,07%
356.864.062,60
         26.178
18.491.002,76
MG
2.881.229
2.738.541
95,05%
1.939.579.725,20
142.688
101.059.196,06
RJ
2.145.324
1.986.304
92,59%
1.392.313.990,85
         159.020
111.466.205,99
SP
5.856.427
5.410.469
92,39%
3.706.759.379,23
     445.958
305.529.705,33
SUL
4.059.242
3.793.534
93,45%
2.602.319.065,33
265.708
182.273.402,92
 PR
1.546.036
1.448.317
93,68%
998.874.842,65
    97.719
67.394.811,18
RS
1.475.672
1.386.619
93,97%
946.766.755,41
     89.053
60.804.316,02
SC
1.037.534
958.598
92,39%
656.677.467,27
    78.936
54.074.275,72
TOTAL BRASIL
24.268.465
22.806.629
93,98%
15.998.538.459,05
1.461.836
1.018.451.784,34
*dados em 31 de agosto de 2017

Ministério do Trabalho
Assessoria de Imprensa
Graziela Andreatta

Nenhum comentário: