quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Problemas na educação dão o tom de discursos na Câmara de Ceará-Mirim


CEARÁ-MIRIM
EDUCAÇÃO EM PAUTA – 01
PROBLEMAS NA EDUCAÇÃO DÃO O TOM DE DISCURSOS DURANTE SESSÃO DA CÂMARA DE CEARÁ-MIRIM NESTA TERÇA-FEIRA 27 DE FEVEREIRO

Em pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania durante a sessão ordinária desta terça-feira 27/02, o vereador Marcílio Júnior-PSB fez críticas à gestão do prefeito Marconi Barreto-PHS pelo caos e o abandono na educação do município.

O parlamentar disse não saber o que está acontecendo com a atual administração no que diz respeito a educação.

Marcílio lembra que já são três, os secretários que passaram pela pasta, adjuntos já foram quatro, muda-se coordenador dos transportes a todo momento e não se vê os problemas sendo resolvidos.

Segundo ele, falta merenda, tem escola que ainda não iniciou as aulas por falta de merenda escolar, estabelecimentos que também não iniciaram o ano letivo pela falta de autorização para contratação temporária, entre outros.

O vereador também ressalta, que em reunião realizada no ano passado, já com a atual secretária no cargo, o prefeito garantiu que não havia carência de profissionais, no entanto não é o que está sendo visto agora.

O edil denuncia também, que a situação chegou a tal ponto que quando não falta merenda, falta profissionais e quando não falta os dois, falta transporte, ou seja, no final das contas tá faltando tudo.

“A gente não sabe qual o motivo disso, porque dinheiro tem, e pra você ter uma ideia só esta semana foi R$ 1,6 milhão para o transporte, por meio de um contrato, diga-se de passagem, sem licitação, feito de forma emergencial. Então, a gente fica sem saber o que fazer”, diz o parlamentar.

Marcílio Júnior cobra desse governo, sensibilidade. “Já que não tem amor pelo povo, tenha pelo menos pena das pessoas, porque educação é o mínimo que se pode dar, e se não tiver, como é que se vai ter o resto?”, questiona o parlamentar.

Ainda de acordo com o vereador Marcílio Júnior em seu discurso, é muita emoção ruim em apenas um ano e dois meses de gestão, onde a educação talvez seja, senão a pior, uma das piores do Rio Grande do Norte.

É triste, porque o prefeito se elegeu com um discurso de inovação, de que faria a educação de uma forma diferente, que seria uma educação modelo para o estado do Rio Grande do Norte, pra ser seguida por outras cidades, mas o que a gente tá vendo é que Ceará-Mirim vai ficando atrás, na margem das cidades que utilizam a educação como uma ferramenta de transformação”, discursou o vereador Marcílio Júnior.

Jorge Moreira
Câmara Municipal de Ceará-Mirim
Assessoria de Comunicação Social

Nenhum comentário: