sexta-feira, 25 de maio de 2018

Autora de Apocalipse abandona novela após divergências com a Record


Autora de Apocalipse, Vivian de Oliveira abandonou a novela bíblica após desentendimento com a direção da Record. Foi o auge da crise instalada nos bastidores que vem se arrastando desde o início da trama, quando começaram as interferências da Igreja Universal.

Depois de sérias divergências com a direção da emissora, Vivian decidiu deixar de escrever o folhetim em plena reta final, segundo informações da jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo. Com isso, os colaboradores da autora concluíram o trabalho que restava sob o comando de Cristiane Cardoso – filha de Edir Macedo – que atua como “supervisora” da dramaturgia.

VIVIAN E O DESGASTE COM A RECORD

As divergências entre Vivian e a Record já vinham desde o início de Apocalipse, quando ela percebeu as interferências da Igreja Universal (entenda-se Cris Cardoso) em seu texto – as cenas não iam ao ar como eram escritas.

As mudanças deixaram a autora chocada e ela não reconheceu mais a trama como uma obra sua. A novelista evidenciou o sinal de desgaste publicamente ao excluir a trama de seus trabalhos.

Responsável por escrever o fenômeno Os Dez Mandamentos (2015), além de minisséries como A História de Ester (2010), Rei Davi (2012) e José do Egito (2013), Vivian tem contrato com a Record até 2020.

Nenhum comentário: