quarta-feira, 23 de maio de 2018

Secretaria de Educação abre inscrições para mais uma edição do Concurso Literário de Poesia Adelle de Oliveira


A Prefeitura de Ceará-Mirim por meio da Secretaria Municipal de Educação Básica abriu inscrições para o tradicional Concurso Literário de Poesia "Poetisa Adelle de Oliveira".

Este ano, a secretaria manterá a proposta de premiar os participantes de acordo com as categorias:  Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Comunidade, com o objetivo de despertar na população o interesse pela poesia, manter a tradição (terra de poetas) e descobrir novos talentos na literatura, a exemplo da poetisa Adelle de Oliveira.

O prêmio foi criado pela ex-prefeita, Therezinha Melo, convidada para prestigiar a solenidade de premiação da XXIV edição, e foi resgatado pelo atual prefeito Marconi Barretto, também como forma de incentivar estudantes e a comunidade a trabalharem com este gênero literário, de modo a estimular na sociedade o cultivo da leitura de textos poéticos e o desenvolvimento intelectual, especialmente no contexto escolar.

De acordo com o diretor da Biblioteca Pública Dr. José Pacheco Dantas, Gerinaldo Moura da Silva, as inscrições podem ser realizadas na biblioteca, no período de 21 de maio a 06 de julho, das 07h às 22h.  A premiação está prevista para acontecer, no dia 27 de julho, às 19h, no Salão nobre Ruy Pereira Júnior, Biblioteca Municipal.

“Sua ternura e amor ao magistério. Bem como a mesma construía seus versos, voltada para o parnasianismo sonetista onde revela a extrema sensibilidade da poeta que teve na religião católica um alimento para toda sua caminhada, desde que aos 15 anos perdeu seu pai em um navio quando regressava do Pará para o Rio Grande do Norte. A aflição dos momentos que passou ao lado da família enquanto seu pai jazia falecido no convés do navio, aguardando a hora de ser lançado às águas, ela deixa transparecer no poema a bordo. A sensibilidade da poeta também era vista pelos seus alunos como uma rosa solitária e romântica, pela ternura com que se dedicava à educação”, cita Gerinaldo Moura da Silva, o professor e atual diretor da Biblioteca Municipal, em artigo produzido sobre a vida simples de Adelle de Oliveira.

BREVE RESUMO - ADELLE DE OLIVEIRA

A poetisa ceará-mirinense Adelle Sobral de Oliveira, filha do casal Ana Sobral de Oliveira e João Henrique de Oliveira, nasceu em Villar, um lugarejo do município de Ceará Mirim, no Rio Grande do Norte, em 22 de maio de 1884.

Por volta de 1889, com cinco anos, foi com as duas irmãs Anita e Maria Tereza e os pais para Belém do Pará, onde seu pai decide ir em busca da riqueza regional, decorrente do ciclo da borracha.

Já com quinze anos, em 1899, voltou para Ceará Mirim, quando seu pai, vitimado por uma das agressivas doenças tropicais, decide que regressarão para o Vale na esperança de cura e de uma vida normal.  Porém, o avançado estágio da doença e seu debilitado estado geral de saúde fazem com que ele venha falecer durante a viagem de navio e seja sepultado, para a tristeza de Ana, mãe de Adelle, nas profundezas do oceano.  Em Ceará-Mirim, órfã, e sem mesmo um corpo para enterrar, sem um túmulo onde rezar e depositar flores, a família é acolhida com carinho no engenho O Cumbe e na ampla casa da rua São José, pelos padrinhos de Adelle, Ângelo Varella e Maria Augusta.

Por volta dos anos de 1960, Adelle de Oliveira organiza seus jornais, manuscritos, cartas, poesias, documentos e até quem sabe, cartilhas e anotações do externato, e os entrega a sua amiga íntima, Nestorina, com recomendações para que a amiga queimasse tudo após a sua morte. A amiga não cumpre a promessa e, alguns anos após a morte de Adelle, entrega o material ao advogado e escritor Ciro José Tavares, que organiza os poemas e publica em livro.

Podemos ainda acrescentar aos dados conhecidos sobre Adelle de Oliveira que ela faleceu no dia 15 de agosto de 1969, aos 85 anos, em Ceará Mirim.


Jhancy Richelm
Diretora de Comunicação Social

Nenhum comentário: