terça-feira, 18 de setembro de 2018

Cheiro de vitória no primeiro turno


Fernando Haddad, dois anos atrás, foi derrotado no primeiro turno.

Jair Bolsonaro, diz Merval Pereira, quer repetir a dose:

“Com as pesquisas mostrando que o segundo turno hoje provavelmente seria entre Bolsonaro e o laranja de Lula, já começa uma reorganização dos eleitores em direção ao voto útil. Bolsonaro está sentindo o cheiro de uma vitória já no primeiro turno e, do leito do hospital, assesta suas baterias contra o PT, assumindo o papel de anti-Lula que tirou do PSDB.

É possível que o voto útil da centro-direita vá em direção a Bolsonaro, pelo receio da volta do PT, embora as pesquisas mostrem que Bolsonaro tem condições de vencer no segundo turno. Mas, como dizem que segundo turno é uma nova eleição, nunca se sabe, melhor tentar resolver logo, podem estar pensando.

Foi o que aconteceu na eleição para a prefeitura de São Paulo em 2016. O tucano João Doria ganhou no primeiro turno quando a presença de Haddad no segundo pareceu uma ameaça.”

Robson Pires

Nenhum comentário: