quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Crescimento de Bolsonaro provoca queda histórica em programa da Globo


A propagação do discurso de Jair Bolsonaro vem promovendo uma grande queda na Globo. O programa Amor & Sexo voltou na última terça-feira (9) com a pior audiência de estreia em São Paulo e em todas as praças do país. Ele está em seu 11º ano na emissora.

Em seu retorno, o programa combateu as ideias de alguns candidatos e tentou trazer temas sérios de forma dinâmica, mas a queda foi inevitável. Em Florianópolis, a atração de Fernanda Lima registrava 20 pontos de média e caiu para apenas 8 pontos.

Em Porto Alegre caiu de 22,7 pontos para 12,7 agora. No PNT (Painel Nacional de Televisão), a média caiu de 16,7 pontos no ano passado para 10,4 neste ano. As informações são do colunista Ricardo Feltrin, que divulgou o comparativo da estreia nas principais praças.

Confira a seguir a estreia de 2017 e a de 2018:

PNT – 16, 7  e 10,4

SP – 15,9 e 10,4

Rio – 19,0 e 13,8

BH – 13,7 e 7,4

Porto Alegre – 22,7 e 12,7

Salvador – 16,7 e 9,1

Recife – 19,4 e 8,8

Curitiba – 16,4 e 9,7

DF – 13,0 e 10,0

Goiânia – 7,6 e 4,6

Campinas – 14,8 e 6,7

Vitória – 18,4 e 9,5

Belém – 19,6 e 12,5

Manaus – 15,7 e 10,9

Floripa – 19,9 e 8,0

BOICOTE

Os telespectadores do Amor & Sexo se encantaram com o retorno do programa na Globo, já que combateu a maioria das ideias propagadas pelo candidato Jair Bolsonaro.

No entanto, a atitude foi vista com maus olhos por quem admira as suas propostas, que chegaram a ameaçar a atração de boicote.

A apresentadora Fernanda Lima, mesmo não citando o presidenciável, fez questão de combater as suas afirmações polêmicas em rede nacional.

Mesmo o foco do programa sendo em sexualidade, até o tema das cotas chegou a ser abordado, além de um beijo entre dois homens, que causou espanto em muitos.

Ela ainda disse que o uso da camisinha é um ato político e que deve ser seguido pela população, além de afirmar que toda a representatividade das minorias deve ser valorizada.

Por Lucas Medeiros

Nenhum comentário: