quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Dois candidatos a governador reforçam que Robinson Faria herdou problemas de gestões passadas

No primeiro bloco do debate os candidatos Breno Queiroga (SD) e Carlos Alberto (PSOL) reforçaram a tese do governador Robinson Faria (PSD), de que governadores que antecederam a sua gestão o Estado quebrado.

Breno disse que o que Robinson enfrenta, foi deixado por governos passados.

E respondendo a Carlos Eduardo Alves (PDT) sobre o pacote fiscal apresentado à Assembleia pelo atual governo, Carlos Alberto disse que esse tipo de pacote fiscal foi criado em 95 no governo de Garibaldi Filho, primo de Carlos Eduardo.

Carlos Alberto aproveitou para dizer que o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves aumentava IPTU e passagens de ônibus sempre acima da inflação e que nunca conversou com o governador para desonerar impostos do setor de transporte e com isso baratear o preço das passagens.

Lembrou que o natalense paga 20 centavos de ISS cada vez que faz uma viagem e que esse valor deveria ser descontado, já que o imposto não vai para a prefeitura.

Nenhum comentário: