terça-feira, 9 de outubro de 2018

FHC desmente apoio a candidatura de Haddad

Em sua conta oficial no Twitter, o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirma não apoiar nem a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), nem a de Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições 2018. “Nem o PT, nem Bolsonaro explicitaram compromisso com o que creio. Por que haveria de me pronunciar sobre candidaturas que ou são contra ou não se definem sobre temas que prezo para o país e o povo?”, questiona.

Nesse domingo, 7, FHC havia declarado apoio a candidatos do PSDB. “Votei nos candidatos do PSDB. Daqui por diante o importante é obedecer a Constituição e buscar explicar ao povo o que cada um pensa e como será possível fazer. Sem demagogia nem sectarismo. Não sou operador político. Digo o que penso e respeito as diferenças”, afirma, também na rede social.

Seguidores do perfil do ex-presidente o cobraram por um posicionamento mais claro. “Tem que escolher um lado” e “Ou o senhor é contra a corrupção ou favor dela”, foram alguns dos comentários.

O candidato do PSL foi o candidato mais votado em 16 Estados e no Distrito Federal com 49.276.897 milhões de votos. O capitão reformado do Exército só ficou atrás de Haddad, que recebeu 31.341.997 de votos, nos oito Estados do Nordeste e no Pará. Ciro Gomes liderou a disputa no Ceará, seu berço político.

Bolsonaro e Haddad disputam a Presidência pela primeira vez e foram os dois mais votados entre os 13 postulantes ao Palácio do Planalto. O resultado do primeiro turno quebrou a polarização entre PT e PSDB na eleição presidencial. Nas últimas seis eleições, houve duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).

O Nordeste que garantiu a vitória a Dilma Rousseff em 2014 também assegurou a realização de segundo turno em 2018.

Nenhum comentário: