quarta-feira, 24 de outubro de 2018

PSTU não vai apoiar Fátima Bezerra

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) divulgou nota nesta quarta-feira, 24, declarando voto nulo na eleição para o Governo do RN. No primeiro turno, o candidato da sigla, Dário Barbosa, teve 3.379 votos. Ou seja, 0,21% da votação total do estado.

A nota do PSTU é dotada de críticas às candidaturas do segundo turno: Carlos Eduardo Alves, do PDT, e Fátima Bezerra, do PT. De acordo com o texto, ambos “defendem os interesses dos ricos e poderosos e vão governar contra os trabalhadores e o povo pobre”.

Carlos Eduardo Alves foi criticado pelo apoio declarado ao candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro. O PSTU considerou a ‘união’ como um “acordo em acabar com o ativismo” e destacou também que “esta postura merece o justo repúdio da classe trabalhadora”.

Contra Fátima Bezerra, o PSTU ressaltou que ela e o PT “já governaram a Prefeitura de Natal com Carlos Eduardo e o Rio Grande do Norte com Robinson Faria”. O partido disse que “não podemos iludir a classe trabalhadora afirmando que Fátima aplicará um programa diferente”.

A nota do PSTU também critica o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), que disputou o primeiro turno com o candidato Professor Carlos Alberto, que teve 31.306 votos (1,93% da votação). “Até partidos ditos de esquerda, como o PSOL, fazem campanha para eleger Fátima Bezerra, quando deveriam defender o voto nulo na eleição para governador”, consta.

Nenhum comentário: