domingo, 2 de dezembro de 2018

Não à toa, a emissora anunciou no último dia 27 uma série de mudanças em sua alta direção. Entre as principais modificações de cadeiras, destaca-se a saída de José Bonifácio de Oliveira, o Boninho, do comando de alguns produtos. Além disso, o canal carioca migrou o renomado jornalista Mariano Boni do Jornalismo para o Entretenimento. Tais mudanças afetam diretamente os principais programas que enfrentam crise de audiência, como o Vídeo Show, o É de Casa e o Amor & Sexo. Ou seja, são os esforços da emissora se materializando, em busca de superar problemáticas crônicas e agudas. Obviamente, a crise por que passa a Globo vai além dos programas citados acima. A emissora não consegue há tempos colocar uma trama que angarie boa audiência em seu Vale a Pena Ver de Novo, o que, com o efeito cascata, prejudica Malhação, que por sua vez atrapalha o desempenho da trama das 18h, que não ajuda a das 19h, e assim segue. O império é inegável e imponente, assim como os indícios de ruínas. Logo, os esforços serão sempre válidos.

O governador Robinson Faria (PSD) enviou ofício ao presidente Michel Temer (MDB) pedindo socorro por recursos para pagar aos servidores públicos do RN, que ainda tem uma parte sem receber o restante do 13º salário de 2017, concluiu outubro somente neste sábado, 01 de dezembro, e não tem previsão de concluir o mês de novembro.

Ontem (30), a Secretária da Casa Civil, Tatiana Mendes Cunha, já antecipou que o governador Robinson Faria (PSD) não vai conseguir pagar o salário de dezembro, nem o 13º salário de 2018.


Nenhum comentário: