segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Público rejeita surrealismo e novelas da Globo amargam uma das maiores crises de audiência


Após um longo período apostando em novelas das seis, sete e nove com os bons e velhos clichês, a Globo decidiu inovar e se arriscar com surrealismo em todas as faixas. O resultado, embalado pela queda no Vale a Pena Ver de Novo e Malhação, está sendo um dos piores e gerando dor de cabeça.

Na faixa das 18h, Espelho da Vida aposta no retorno às vidas passadas, intercalando entre décadas anteriores e os dias de hoje. Às 19h, O Tempo Não Para trouxe uma família do século XIX para 2018, mas agradou apenas na primeira fase e foi criando barriga, mais conhecida como “enrolação”.

Por fim, no horário nobre, O Sétimo Guardião aposta em uma cidade fictícia inusitada em um mundo praticamente paralelo, com personagens que possuem alguns “poderes especiais”, além de um gato que vira gente e uma fonte que cura e rejuvenesce os personagens. Resultado? Negativo.

Na última quinta-feira (20), o Ibope mostrou um resultado insatisfatório, com ambas as tramas longe de suas respectivas metas, de acordo com os dados consolidados. A primeira fechou com 14 pontos, seis a menos que o esperado. A segunda, com 19, também a seis de sua meta.

E O Sétimo Guardião teve apenas 26, longe dos 30 pontos mínimos que a Globo espera. No sábado, segundo os dados preliminares, o resultado foi ainda pior e a novela das nove marcou apenas 22.1 pontos de média. O Tempo Não Para fechou com 16.7 e Espelho da Vida, com apenas 13.1.

TV Foco

Nenhum comentário: